Silvio Almeida aciona PF, PGR e Câmara contra Gayer por fala racista, Psol e PDT pedem cassação

Silvio Almeida aciona PF, PGR e Câmara contra Gayer por fala racista, Psol e PDT pedem cassação

O ministro dos Direitos Humanos e Cidadania, Silvio Almeida, enviou pedido de providências ao Ministério da Justiça, à Polícia Federal (PF), à Câmara e à Procuradoria Geral da República (PGR) contra o deputado federal Gustavo Gayer (PL-GO), acusado de racismo e misoginia.

“No ofício peço a tomada das providências cabíveis por parte das autoridades. A imunidade parlamentar serve para proteger o regular exercício do mandato e não serve como escudo para a prática de crimes”, disse o ministro, conforme relatos publicados nesta quarta-feira (28) pela coluna Painel

O deputado bolsonarista afirmou que a “democracia não prospera na África” porque é preciso “ter o mínimo de capacidade cognitiva”. Também disse que o feminismo é um “câncer” o qual “fodeu com a sociedade”.

Câmara

A deputada federal Duda Salabert (PDT-MG) afirmou nesta quarta-feira (28) que vai entrar com pedido no Conselho de Ética para cassar o deputado bolsonarista Gustavo Gayer (PL-GO), por sua fala racista contra africanos.

Outro colega de partido, o deputado Glauber Braga (Psol-RJ), vaticinou sobre o destino do deputado bolsonarista. “Anotem aí: o tal do Gustavo Gayer vai perder o mandato”.

Durante entrevista a um podcast nesta semana, Gayer afirmou que os africanos não têm “capacidade cognitiva” para terem democracia. Ele afirmou que o Brasil “está emburrecido” e comparou com o continente africano. Para a deputada, o parlamentar bolsonarista não apenas deveria perder o mandato como também ser preso.

“O Brasil está emburrecido”, afirmou Gayer. O apresentador do podcast comparou então o nível de inteligência de macacos com o dos africanos. “Sabia que tem macaco com QI de 90? O QI na África é de 72. Não dá para a gente esperar alguma coisa da nossa população”. Logo após, o deputado endossou a comparação.

“Aí você pega e dá um título de eleitor para um monte de gente emburrecida. Aí você vai ver na África: quase todos os países são ditaduras. Quase tudo lá é ditadura, a democracia não prospera na África. Por quê? Para você ter democracia, é preciso ter o mínimo de capacidade cognitiva para entender o bom e o ruim, o certo e o errado. Tentaram fazer democracia na África várias vezes, mas o que acontece? Um ditador toma tudo e o povo…”, afirmou o parlamentar, que emendou: “O Brasil está desse jeito. O Lula chegou à presidência e o povo burro: “êeee, picanha, cerveja!”. 

Machismo

Além das declarações racistas, Gayer também atacou o movimento feminista durante a entrevista. Para ele, o feminismo é um “câncer”, uma ideologia “perversa” que “fodeu com a sociedade”. “O feminismo é um câncer. Desculpa falar a verdade, mas fodeu com a nossa sociedade. Fodeu. Nenhuma ideologia, talvez somente a ideologia de gênero consiga ser mais perversa que essa, mas o feminismo é uma ideologia que fodeu com a sociedade”, disse o deputado.

“‘Ah, o feminismo defende as mulheres’. Defende porra nenhuma. O feminismo colocou as mulheres contra os homens. O feminismo está incutindo na cabeça da mulher uma perversidade tamanha, que é ‘cuidar da família não é importante, o importante é sua carreira’”, acrescentou.