Rogério Cruz cria maior programa de incentivo ao esporte de Goiânia

Rogério Cruz cria maior programa de incentivo ao esporte de Goiânia

Programa “Goiânia Esporte” recebe aporte de R$ 800 mil no primeiro ano, e subsidiará participação de atletas da capital em competições locais, nacionais ou internacionais. Calendário da prefeitura prevê realização de pelo menos 100 torneios e eventos, até final de 2022. Gestão municipal recria secretaria, o que impulsiona desenvolvimento de ações no setor. “Nossas atividades melhoram a saúde da população, afastam jovens da criminalidade e estimulam processo educacional”, destaca prefeito

Os primeiros meses da gestão do prefeito Rogério Cruz foram marcados pela criação do maior programa de incentivo a atletas da história da capital, chamado de “Goiânia Esporte”, e pelo lançamento do calendário que vai marcar a retomada das competições nos próximos meses, depois de longo período em que os eventos e torneios tiveram que ser suspensos por causa da pandemia de Covid-19.

O “Goiânia Esporte” vai receber aporte de R$ 800 mil da prefeitura no primeiro ano. O recurso contemplará cerca de 300 atletas que participarão de grandes competições. A exigência é de que eles estejam ranqueados nas federações de suas respectivas modalidades. As cotas são de valor único: R$ 2 mil para competições estaduais, R$ 3 mil para nacionais e R$ 5 mil para internacionais. Os beneficiados devem apresentar à prefeitura notas fiscais, relatórios com fotos, súmulas, calendários e cronograma da competição.

“É o maior programa de nossa história. Seremos a capital dos esportes”, afirma Rogério Cruz. “Esporte melhora saúde da população, afasta jovens da criminalidade e estimula o processo educacional com mais disciplina”, completa. O prefeito lembra que a Secretaria de Esportes não existia antes da atual gestão, e afirma que a criação da pasta foi o primeiro passo para que bons projetos surgissem na área.

Calendário de competições
A volta das grandes competições esportivas em Goiânia é parte do esforço da prefeitura para estimular atividades que foram prejudicadas por causa da pandemia.

Há previsão de que mais de 100 eventos aconteçam na capital até o fim de 2022. As competições ocorrerão em praticamente todos os sábados e domingos, até o final do ano. Torneios consagrados fazem parte do planejamento, como a Taça das Favelas, Copa Goiânia de E-Sports, Copa Master de Futebol, Meia Maratona Internacional de Goiás, e Copa Interbairros de Futebol.

Inclusão
A prefeitura de Goiânia foi escolhida para um projeto-piloto do governo federal destinado a promover o esporte entre crianças e adolescentes com Transtorno do Espectro Autista (TEA), chamado TEAtivo.

A princípio, serão contempladas 200 pessoas com idades entre cinco e 18 anos, em 400 atendimentos semanais. A proposta visa estimular atividades corporais. O investimento está orçado em R$ 701 mil.

A prefeitura também assinou termo de parceria com o Comitê Paralímpico para oferecer cursos gratuitos a professores e profissionais da capital. Uma das ações previstas é a distribuição de manual contendo regras de cada modalidade, com sugestões de atividades lúdicas para as crianças.

E-Sports
A gestão do prefeito Rogério Cruz também organizou a Copa Goiânia de E-Sports, com mais de 1,2 mil inscritos em duas modalidades, Free Fire e FIFA 22. A competição aconteceu em dezembro, e distribuiu R$ 20 mil em prêmios.

O calendário da retomada esportiva da capital contempla segunda edição do evento para 2022, que é aberto a todos os moradores da capital acima de 12 anos.

Fotos: Secom