Pesquisa CNN/Intel mostra Lula com 51% de aprovação

Pesquisa CNN/Intel mostra Lula com 51% de aprovação

Levantamento do Instituto Atlas/Intel, produzido em parceria com a CNN e divulgado na noite deste sábado (15), mostra estabilidade do índice de aprovação do presidente Lula. Segundo o levantamento, 51% dos entrevistados aprovam seu desempenho, mesmo percentual da pesquisa anterior, divulgada em maio.

A sondagem mostra que 47% desaprovam o desempenho de Lula e 2% não sabem como avaliar.

Avaliação de Lula, por região:

  • Nordeste: aprovam (66,3%); desaprovam (27,2%); não sei (6,5%);
  • Norte: aprovam (58,5%); desaprovam (41,3%); não sei (0,2%);
  • Sul: aprovam (46,7%); desaprovam (52,3%); não sei (0,9%);
  • Sudeste: aprovam (39%); desaprovam (60,8%); não sei (0,1%);
  • Centro-Oeste: aprovam (29,2%); desaprovam (70,7%); não sei (0,1%).

Na região Nordeste, a única a dar maioria de votos a Lula no segundo turno da eleição presidencial de 2022, a aprovação do mandatário é de 66,3%.

Avaliação de Lula, por renda familiar:

  • Até R$ 2 mil: aprovam (48,5%): desaprovam (46,2%); não sei (5,3%);
  • Entre R$ 2 mil e R$ 3 mil: aprovam (56,8%); desaprovam (42,9%); não sei (0,3%);
  • Entre R$ 3 mil e R$ 5 mil: aprovam (43,4%); desaprovam (55,8%); não sei (0,8%);
  • Entre R$ 5 mil e R$ 10 mil: aprovam (50%); desaprovam (49,3%); não sei (0,8%);
  • Acima de R$ 10 mil: aprovam (61,7%); desaprovam (37,5%); não sei (0,8%).

Por renda, Lula é mais bem avaliado por quem tem rendimentos acima de R$ 10 mil (61,7%) e menos por quem tem renda familiar entre R$ 3 mil e R$ 5 mil (43,4%). Lula definitivamente caiu nas graças das classes médias mais abastadas e instruídas, o que é muito curioso pois é uma inversão total de uma tendência. Se este ponto se confirmar, o PT pode surpreender positivamente nas eleições municipais, porque essa classe média, por ser mais “ativista”, sinaliza tendências eleitorais. É também uma péssima notícia para a extrema direita, porque o seu núcleo duro sempre foram essas camadas. Se isso está mudando no Brasil, então isso pode ser um duro golpe para esses grupos neofascistas – e uma excelente notícia para a nossa democracia.

Avaliação de Lula, por religião:

  • Católico: aprovam (55,4%); desaprovam (42,6%); não sei (2%);
  • Evangélico: aprovam (29,5%); desaprovam (69,3%); não sei (1,2%);
  • Outra religião: aprovam (56,3%); desaprovam (42,7%); não sei (1%);
  • Crente, mas não tem religião: aprovam (60,2%); desaprovam (32,5%); não sei (7,2%);
  • Agnóstico ou ateu: aprovam (66,8%); desaprovam (33%); não sei (0,3%).

E na esfera religiosa, o desempenho de Lula é mais bem avaliado entre católicos (55,4%) e menos entre evangélicos (29,5%). A aprovação de 67% entre agnósticos e ateus não deve ser subestimada. Lula se tornou uma referência importante para um grupo pequeno, mas influente, de brasileiros que luta contra o fundamentalismo religioso.

Eleições 2022

Entre os que votaram em Lula no segundo turno da eleição de 2022, o presidente tem seu desempenho aprovado por 95,4%.

Já entre os que depositaram voto no então presidente Jair Bolsonaro (PL), o cenário se inverte: 96,4% desaprovam Lula.

Entre os que votaram em branco ou nulo naquela oportunidade, Lula é mais aprovado (51,4%) do que desaprovado (43,7%).

 

Com informações da Fórum e O Cafezinho