Nos últimos 12 meses o consumo nos supermercados cresceu quase 8%

Nos últimos 12 meses o consumo nos supermercados cresceu quase 8%

De acordo com estudo da Kantar, condições macroeconômicas explicam resultado, que confirma a afirmação do presidente Lula de que o país retomou o rumo do crescimento

Com a inflação sob controle e o emprego e a renda em alta, as famílias brasileiras ampliaram o consumo nos supermercados. É o que afirma o estudo Consumer Insights Q1 2024, confeccionado pela consultoria britânica Kantar. Nos últimos 12 meses, houve aumento  de 7,8% nos produtos colocados dentro do carrinho. Esse resultado se soma a outros indicativos de que a economia brasileira retomou o rumo do crescimento, como tem reiterado o presidente Lula em seus discursos.

Alimentos sob a categoria “sabor e prazer” apresentaram a maior alta no período coberto pela Kantar, com destaque para bazar (+9,9%), bebidas (+9,4%), doces (+9,3%), salgado (7,7%) e higiene e beleza (5,3%). “A menor inflação, o baixo desemprego e as iniciativas do governo de fortalecimento de renda das classes mais baixas favoreceram o crescimento de categorias menos priorizadas”, reconhece Renan Morais, diretor de contas da Kantar.

A diminuição do endividamento das famílias constitui também fator determinante para o incremento do consumo nos supermercados, afirma a Kantar, mesmo com o país ainda praticando a segunda maior taxa de juros do mundo. Graças ao programa Desenrola, do governo federal, R$ 53,07 bilhões em dívidas puderam ser quitadas desde 2023, beneficiando mais de 15 milhões de pessoas.

“Estamos observando que as classes C, D e E estão acessando mais categorias como chocolates, salgadinhos de pacote, refrigerantes e cervejas. Há uma busca maior por essas categorias, que anteriormente tinham um papel mais complementar na cesta de compras”, explica Morais.

Lula comemorou mais esse avanço na economia. “O Brasil melhorando no rumo certo”, disse, por meio da rede social X.

 

Vice-líder da bancada do partido na Câmara, o deputado Rubens Otoni também repercutiu a pesquisa.

Consumo fora de casa

De acordo com a consultoria britânica, a população brasileira ampliou ainda o consumo fora de casa. No primeiro trimestre de 2024, a Kantar contabilizou alta de 34%, na comparação com o mesmo período do ano anterior, com crescimento de 14% em unidades e de 31%, em ocasiões de consumo.

Nesse quesito, o consumo de _fast food_ (+9,7%) se mantém no topo, seguido pelas baladas (+4,2%). Bebidas não alcoólicas (4%), doces (3,5%) e bebidas alcoólicas (3%) destacam-se entre os produtos prediletos dos consumidores. Nos últimos dois anos, a Kantar contabilizou aumento de 60% nos pedidos por meio de aplicativo de entrega, especialmente itens de menor desembolso.

Com informações da Kantar Brasil, Agência Brasil, Folha de S.Paulo