O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do país, apresentou alta de 0,73% em dezembro, acumulando aumento de 10,06% em 2021.

Os dados foram divulgados hoje (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É a maior taxa acumulada no ano desde 2015, quando o IPCA foi de 10,67%.

Com isso, a inflação oficial ficou muito acima do centro da meta de 3,75% definida pelo Conselho Monetário Nacional para o ano de 2021, cujo teto era 5,25%.

De acordo com o IBGE, o resultado foi influenciado principalmente pelo grupo transportes, que variou 21,03% no acumulado do ano. Em seguida vieram habitação, com alta de 13,05%, e alimentação e bebidas, que aumentou 7,94% em 2021.

Os principais vilões no aumento de preços foram os combustíveis. O etanol teve alta de 62,23%, a gasolina,47,49%, o óleo diesel, 56,04% e o gás de cozinha, 36,99%. Entre os produtos da cesta básica, o destaque foi para o café moído (50,34%), mandioca (48,08%), açúcar refinado (47,87%) e açúcar cristal (37,55%).

Com informações da Agência Brasil