Brasileiro detém ataque contra escola em Dublin e lamenta protestos anti-imigração

Brasileiro detém ataque contra escola em Dublin e lamenta protestos anti-imigração
Um entregador de aplicativos brasileiro, Caio Benicio de 43 anos, foi responsável por deter um ataque à uma escola no centro de Dublin, capital da Irlanda, nesta quinta-feira (23). A capital da Irlanda foi tomada por protestos contra a imigração na noite desta quinta, porque o responsável pelo ataque seria também imigrante. 

“Parece que eles odeiam os imigrantes. Bem, eu sou um imigrante e fiz o que pude para tentar salvar aquela menina”, disse Benicio em entrevista ao jornal irlandês The Jornal na quinta.

No momento do ataque, ele rodava com sua moto fazendo entregas para a rede de aplicativos Deliverro quando avistou um homem atacando uma menina com uma faca. Ele imediatamente desceu de sua moto e atingiu o homem com seu capacete.

“Nem tomei uma decisão, foi puro instinto e tudo acabou em segundos. Ele caiu no chão, eu não vi para onde foi a faca e outras pessoas entraram em cena. Eu também tenho dois filhos, então tive que fazer alguma coisa. Eu fiz o que qualquer um faria. As pessoas estavam lá, mas não puderam intervir porque ele estava armado, mas eu sabia que poderia usar meu capacete como arma.”

Três crianças e uma mulher foram feridas no ataque à escola. A mulher e uma menina tiveram ferimentos graves e estão em tratamento no hospital. Também ficaram feridos uma menina e um menino de cinco anos, sendo que este último teve alta do hospital. Um homem de 50 anos foi detido pelo ataque, mas não teve sua identidade revelada.

Na noite de terça-feira, manifestantes contra a imigração saqueraram lojas, queimaram carros e entraram em confronto com a polícia em Dublin. 34 pessoas foram detidas, segundo o comissário de polícia Drew Harris. Em declarações à AFP ele atribuiu os ataques a uma “fação lunática, impulsionada pela ideologia de extrema direita”.

O comissário alertou contra a “desinformação”, à medida que rumores se espalham nas redes sociais sobre a nacionalidade do suposto autor do esfaqueamento. A polícia informou que o ataque com arma branca, ocorrido no centro de Dublin, “não está relacionado com terrorismo”.

*Com informações The Journal e Dário de Notícias e BdF – Foto: EIMER MCAULEY/THE JOURNAL