André Soares: O lado bom da vida

André Soares: O lado bom da vida

Olá leitoras e leitores, comandante na área! 

“Quero viver uma vida de sonhos, mas não quero viver a jornada para conquistar essa vida de sonhos”.

No filme o Lado Bom da Vida, encontramos os atores Bradley Cooper e a atriz Jennifer Lawrence que mostram como é difícil viver a vida que desejamos.

O ator Bradley vive o personagem Pat Solitano Jr que perdeu quase tudo na vida: sua casa, o emprego e o casamento. Depois de passar um período internado em sanatório, ele acaba saindo e volta a morar com os pais. Nesse momento ele decide reconstruir sua vida acreditando que será possível passar por cima de todos os problemas do passado recente e até mesmo de poder reconquistar a sua ex-esposa. Diante esse recomeço conhece a Tiffany (Jennifer Lawrence) uma mulher também problemática que irá provocar mudanças significativas em seus planos futuros.

A grande questão é que Pat Solitano Jr não consegue viver o presente. Sempre está em busca do passado querendo o casamento de volta ou fica pensando no futuro que ainda não foi construído.

O filme é uma história uma fantasia escrita por um roteirista de Hollywood, mas quantos de nós não vivemos dessa maneira?

Vivemos com medo da nossa realidade, preferindo viver um passado que já foi e não volta, ou fica vivendo uma expectativa que ainda não foi construída, justamente pelo medo do agora.

Essa é a nossa realidade. Temos medo de muitas coisas, mas o nosso maior medo é de viver o presente, de viver coisas novas que vão me tirar da zona de conforto que venho vivendo diariamente.

Isso acontece porque viver o agora só depende de mim.

Sabe por que não vivemos o agora da forma que deveria ser?

Porque o resultado do agora assusta demasiadamente. Somos pessoas imediatistas e queremos que tudo se resolva num piscar de olhos e mesmo sabendo que não será assim, criamos a expectativa que precisa ser assim.

Se o resultado for negativo, não vou querer assumir que a escolha foi minha, e vou transferir essa responsabilidade para outras pessoas.

Se o resultado for positivo, invés de comemorar é capaz de dizer que não sou merecedor dessa conquista, achando que a vida está sendo muito generosa e não mereço nada disso.

No filme o ator Bradley Cooper, vê o seu personagem passar por todo esse conflito.

Ele quer viver o momento presente, mas o medo só o faz querer alimentar a falsa esperança que um dia a sua ex-esposa possa voltar.

Quando ele encontra Jennifer Lawrence, com todos os problemas que ela tem, mas disposta a viver algo novo dando uma oportunidade a ele, o medo dele é maior que tudo e o faz entrar em conflito, sempre fugindo dela.

Passamos por isso constantemente em nossas vidas. Porque vivemos uma vida na mediocridade só achando que os outros são bons e que são capazes de viver a vida que desejam, e eu só ruim que não sou capaz de fazer absolutamente nada de bom para vida.

A minha vida não foi diferente disso. Quando me livrei da mediocridade, foi como se tivesse abrido uma janela e ao olhar a imensidão do campo e das oportunidades que poderia gerar e desfrutar, me joguei e fui à busca. Falar pode ser fácil, mas naquele momento eu estava tão quebrado que resolvi não juntar os cacos, resolvi começar daquele ponto olhando para frente e desafiando o novo.

Tudo isso só aconteceu, porque eu desejei dar uma chance a mim mesmo.

Podemos ter o entendimento do recomeço, mas o nosso recomeço está atrelado a sempre viver dando chance para o passado.

No dicionário recomeço significa: ato ou efeito de recomeçar, novo começo.

Por isso que recomeçar é um novo começo de dar uma chance para o agora, para o momento presente, usando as lições já vividas e colocando em pratica para não cometer os mesmo erros do passado.

O recomeçar é dar a chance de ter a oportunidade de errar com coisas novas e não ficar errando com coisas já vividas.

André é errado dar chance para as pessoas?

Claro que não. O que vai mudar é a forma que está dando essa chance e para quem vai dar essa chance.

Temos a tendência de sempre viver um ciclo vicioso. O ciclo de não viver algo novo, algo que ainda não foi explorado. Não gostamos dessa incerteza por achar que a vida é certa e segura.

Eu passei muitos anos da minha vida só pisando onde o terreno era solido. Não me arrisca de forma alguma. Quando resolvi transformar a minha vida, entendi que a vida não é segura, que o terreno é instável aonde vamos viver desafios constantes.

Se desejar dar uma chance, entenda que se não der certo a responsabilidade é sua e não de ninguém.

Como no filme, o personagem de Bradley Cooper, passa o historia fugindo da chance de viver algo novo achando que o passado é o melhor a se viver. Mas quando ele realmente se permitir viver o novo, o mundo de abre a sua frente.

Obviamente que dando a chance para viver o novo, não quer dizer que vida será bela aonde todos os problemas vão se resolver, mas dar uma chance de viver o agora significa viver novos problemas, novas aventuras, escrever nova história tendo novas opções de vida.

Viva os dias sem medo de ser feliz.

Viva por você!

Faça por você!

André Soares
Coach | Escritor | Mentor
[email protected]
Telegram: https://t.me/andresoarescoach
Instagram: https://www.instagram.com/andresoares_coach/