A esquerda saiu à frente na primeira pesquisa sobre o segundo turno das eleições presidenciais no Chile.

Conforme levantamento Activa/Pulso Ciudadano, o candidato Gabriel Boric (Apruebo Dignidad, de esquerda) lidera contra o ultradireitista José Antonio Kast (Frente Social Cristã), “o Bolsonaro chileno”.

Os números, divulgados neste domingo no programa Mesa Central, do Canal 13, mostram que 40,4% dos eleitores declaram voto em Boric – que pode se tornar o mais jovem presidente do país. Já Kast, apesar de ter sido o mais votado no primeiro turno, não passa, agora, de 24,5%.

Além disso, 12,8% dizem que não irão às urnas no segundo turno, 15,6% não sabem em quem votar e 6,9% declaram voto nulo. Nos votos válidos (descontando-se nulos, brancos e indecisos), a diferença entre os candidatos é de 24 pontos percentuais – 62% a 38% a favor de Boric.

A pesquisa Activa/Pulso Ciudadano ouviu 1.518 pessoas, de 23 a 26 de novembro. O segundo turno será realizado no dia 19 de dezembro.