Em nota Técnica o Observatório Covid-19 Fiocruz trouxe um alerta,  sobre a ocupação de leitos de UTI Covid-19  revelando que um terço das Unidades Federativas e dez capitais encontram-se nas zonas de alerta intermediário e crítico.

Entre as capitais, Fortaleza (88%), Recife (80%), Belo Horizonte (84%) e Goiânia (94%) figuram na zona de alerta crítico; e Porto Velho (76%), Macapá (60%), Maceió (68%), Salvador (68%), Vitória (77%) e Brasília (74%) na zona e alerta intermediário.

Segundo os pesquisadores do Observatório, responsáveis pelo Boletim, o número de internações em UTI hoje ainda é “predominantemente muito menor” do que aquele observado em 2 de agosto, por exemplo, quando já no quadro de arrefecimento da pandemia leitos começavam a ser retirados. O documento ressalta ainda que o grande volume de casos já está demandando de gestores atenção e o acionamento de planos de contingência.

12 mortos nas últimas 24h 

Segundo a Secretaria de Saúde do estado Goiás registrou 6.317 novos casos de covid-19 e 12 mortes em decorrência da doença nas últimas 24 horas. Os dados foram divulgados na tarde da quinta-feira (13/1).

Com as atualizações, Goiás contabiliza 967.579 infecções e 24.753 óbitos pela doença desde o início da pandemia.

A pasta afirma que há 927.789 pessoas recuperadas da covid-19 em Goiás. Além disso, a SES-GO investiga 632.262 casos e 392 mortes para saber se há alguma relação com o novo coronavírus. A taxa de letalidade do vírus no território goiano é de 2,56%.

Com informações da SES e Fiocruz